Grupos Produtivos do Rio que defendem melhores condições de vida através da valorização do talento e geração de renda em Comunidades

Mas nem só de lucros capitais vive a moda brasileira. Para atestar isso, basta conferir o estande Empreendedorismo Social do SEBRAE, que reúne 7 grupos produtivos de diversos pontos do Rio. Dentre eles dois grupos da ONG Ação Comunitária do Brasil/RJ,(ACB/RJ) que há 42 anos trabalha com inclusão social e econômica em Comunidades do da Cidade.

A Moda Étnica da ACB/RJ que trabalha com o resgate da cultura afro-brasileira, trouxe uma coleção composta por tingimento de tecido com Batik e Tié-dye, estampas geométricas e zoomórficas principalmente, com detalhes em serigrafia e bordado. O xadrez também ganhou um espaço na nova coleção.

Para completar esse trabalho as luxuosas e exóticas jóias de Cerâmica Negra da Maré, que nesta edição misturou linhas para bordar ás peças. Uma curiosidade fica por conta da técnica utilizada para texturizar as peças. Agora o chuchu e o quiabo ganham nova função, fora a  alimentação, dar relevos às jóias de Cerâmica Negra.

Quem embarca nesta onda é o Pólo de Moda Petrópolis, que traz trabalhos lindíssimos sob o tema Raízes inspirados nas influências alemã, portuguesa, francesa e italiana da região. Formado por 12 grifes petropolitanas, este Pólo de Moda traz trabalhos em bordado feitos por moradoras de comunidades de baixo poder aquisitivo locais. Assim, a sugestão de Petrópolis para a moda outono/inverno são looks que variam do curto ao longo com cortes geométricos. Dentre as cores sobem à passarela o vermelho, o verde, o roxo, o bege e o branco. Aqui o preto se mistura aos trabalhos em tricô tanto compondo toda a peça como apenas em detalhes que conferem graça e alegria à roupa.

Outra iniciativa exemplar é a linha de lingeries para mulheres que tiveram câncer de mama e consequetemente a retirada do seio. O Pólo de Moda de Nova Friburgo, é o responsável por essa ação solidária e humana, ao apostar num trabalho de alta sensibilidade sugerindo conforto, elegância e sensualidade visando a elevação da auto-estima dessas mulheres. As peças possuem um enchimento de silicone nos bojos dos soutiens, que são super macios ao toque e conferem um volume discreto, natural ao vestir.

Babados, fitas, rendas dialogam com jóias e guipures na composição da moda íntima. Esta coleção de extrema delicadez é batizada de “Se toque! Proteger-se é fashion”. E assim é realizada uma campanha contra essa doença que aflige muitas mulheres em todo o mundo. Quem visitava o estande e parava para ouvir sobre a coleção ganhava um lacinho cor de rosa como forma de manifestar sua solidariedade a quem enfrenta esse fantasma chamado câncer.

Anúncios