Projeto Usina de Cidadania sensibiliza jovens dos arredores da Maré e Manguinhos

Usina de Cidadania

Usina de Cidadania

Educar fazendo arte. Essa é a linha de trabalho do Projeto Social Usina de Cidadania da Refinaria de Petróleo de Manguinhos, na Zona Norte do Rio. Situado nas instalações do antigo clube de funcionários da indústria, o Usina de Cidadania consegue fazer valer a lei da educação ambiental, que prevê a junção da educação formal com tema ambiental. E isto, em seu mais amplo sentido, a transversalidade.

O Projeto trabalha os conceitos de preservação ambiental de várias maneiras dentro de suas nove oficinas, sensibilizando desde crianças até adultos. Mas é a oficina de Arte que chama atenção, por ser permeada diretamente pelo conceito dos três R`s (Reduzir, Reutilizar e Reciclar). Na oficina, os alunos mergulham fundo em ações práticas que podem e são reproduzidas em casa, como é o caso da reutilização de copos e garrafas plásticas e papéis. A Supervisora de Artes Daniele Lopes explica como funciona.

– Em todas as oficinas oferecidas no projeto, os alunos são conscientizados em cuidar do lixo produzido no projeto e fora dele. Na oficina de Artes colocamos em prática algumas dessas ações, transformando os copos de guaraná natural em brinquedos, reciclando papéis, transformando garrafas PET em porta lápis, etc.

Segundo a orientadora os alunos “ficam atraídos pela conquista de transformar lixo em objetos utilizáveis”. E aliada a este tipo de atividade ainda são organizadas “palestras sobre o cuidado com o meio ambiente”. Tudo isso para que crianças, jovens e adultos moradores de Comunidades do entorno da Usina, como a Maré e Manguinhos tenham a possibilidade de conhecer mais a fundo o bem mais precioso da humanidade, o meio em que vive.

Educação Complementar

Embora também disponha de atividades de capacitação profissional para adultos, o Projeto trabalha basicamente com educação complementar. Ou seja, oferece atividades diversas para que crianças e jovens preencham o tempo ocioso do pós-escola. Assim, aproveitam a oportunidade para estimular a formação da consciência ambiental dos alunos. Uma das formas foi posicionar “os alunos quanto ao uso exagerado de copos descartáveis, conseguindo que alguns tragam a sua própria garrafinha”.

Essa é apenas uma das muitas vitórias, conquistadas no dia-a-dia da Usina. Outra ação em vigor é o estímulo ao uso de lixeiras dentro e fora da Usina de Cidadania. Os alunos são incentivados a levarem consigo sacolas para depositarem o lixo que produzam enquanto estão fora de casa, evitando assim, aumentar o contingente material jogado nas ruas.

Este ano os estudantes que freqüentam a Usina de Cidadania participaram da IV Mostra de Artes Usineira, que falou sob o tema água. Através das linguagens da música, teatro, dança e artes plásticas o meio ambiente foi não só aprendido, como posto em prática fora do Projeto visando a geração de renda. Daniele fala dos resultados obtidos com a atividade.

– Foi incrível, pois todas as oficinas discutiram essa temática, inserindo em seu contexto de Música, Dança, Teatro e Artes. Alguns alunos continuaram em casa as atividades propostas em aula e já tivemos casos de alguns que conseguiram transformar o produto em fonte de renda.

Só este ano, a Usina de Cidadania disponibilizou mil e quinhentas vagas para moradores das Comunidades do entorno do Projeto. E esta característica que faz toda a diferença, pois além de seguirem o que está na lei, eles vão além, trabalham a inclusão social. Abrem novas portas a pessoas que possivelmente nem estariam debatendo ou tomando conhecimento do tema meio ambiente, caso não estivessem lá.

Links

http://www.lei.adv.br/9795-99.htm

http://www.futuroprofessor.com.br/educacao-ambiental-3rs

www.usinadecidadania.org.br

Anúncios