Flamengo corre atrás e leva a boa em cima do Grêmio!

Maracanã rubro negro com 83 mil flamenguistas

Impressionante! É a única palavra que vem à cabeça ao se assistir a uma final do Flamengo. A cada chute a gol sem sucesso o coração sobe a boa, e a euforia explode em um palavrão gritado. Pu… Confesso que não sou de acompanhar os campeonatos nem dou muita atenção aos noticiários sobre o assunto. Mas paro, a cada final do Mengão. 

Ver a paixão da torcida empurrando o time, torcendo a cada minuto e vibrando ao cúmulo a cada gol, não tem igual. É de arrepiar até os mais tímidos. Podem falar o que quiserem, que é o time é ruim, que dá sorte, que a torcida é de mulambento, mal educado, de burro… Mas ainda sim, ver 84 mil torcedores cantando, xingando o juiz quando este contraria na marcação é sensacional. Passa uma energia inigualável. É lindo de se ver!

Após suar a camisa com muita raça, altos e baixos no Campeonato Brasileiro o Flamengo vira o jogo e mostra toda sua força e tradição fazendo sorrir tanto os torcedores que foram ao Maracanã como aqueles que preferem o conforto da TV na sala. Passaram-se 17 anos sem que o timão carioca levasse o troféu do Brasileirão e que hoje, lavou a alma rubro-negra.

Torcida vibra e apoia Flamengo para o título

Os vascaínos tricolores e alvinegros que me desculpem, mas dessa vez num teve mandinga ou agouro certo. O título é nosso! Apesar dos muitos burburinhos de que o Grêmio facilitaria a vida do Flamengo, em campo o time do sul não mostrava interesse em confirmar isso, não. Pelo contrário abriu o placar no primeiro tempo e assustou os flamenguistas. No entanto, para alegria da torcida rubro-negra o time do Urubu não fé feio e marcou mais dois garantindo mais troféu para sua coleção.

Confira alguns títulos: 

Emoção em campo com Hexacampeonato

Campeonato Brasileiro 80; 82; 83; 87; 92; 2009!;  

Copa Intercontinental 1981;

Taça Libertadores da América 1981;

Copa Mercosul 1999;

Copa Ouro Sulamericana 1996 (Invicto);

Copa do Brasil 1990 (Invicto) e 2006;

Copa dos Campeões 2001;

Taça Brahma dos Campeões 1992;

Torneio Rio-São Paulo 1961;

Copa dos Clubes Brasileiros Campeões Mundiais 1997 (Invicto);

Campeonato Carioca 1914, 1915 (Invicto), 1920 (Invicto), 1921, 1925, 1927, 1939, 1942, 1943, 1944, 1953, 1954, 1955, 1963, 1965, 1972, 1974, 1978, 1979 (Invicto), 1979, 1981, 1986, 1991, 1996 (Invicto), 1999, 2000, 2001, 2004, 2007, 2008 e 2009

Torneio Inicio do Carioca1920, 1922, 1946, 1951, 1952, 1959;

Taça Guanabara 1970, 1972 (Invicto), 1973 (Invicto), 1978, 1979, 1980 (Invicto), 1981, 1982, 1984, 1988, 1989 (Invicto), 1995, 1996 (Invicto), 2001, 2004 e 2007

Taça Rio de Janeiro1978 (Invicto), 1983, 1985 (Invicto), 1986, 1991 (Invicto), 1996 (Invicto), 2000 e 2009;

Campeonato da Capital 1991 (Invicto);

Taça Estado do Rio de Janeiro 1991 (Invicto);

Torneio Extra do Rio de Janeiro 1934 (Invicto);

Torneio Aberto do Rio de Janeiro 1936 (Invicto);

Torneio Relâmpago do Rio de Janeiro 1943 (Invicto);

Fonte: Campeões do Futebol  

E para fechar este post, nada melhor que o hino da nação do futebol brasileiro!

 

 

Flamengo

 Composição: Lamartine Babo

Uma vez flamengo,
Sempre flamengo.
Flamengo sempre, eu hei de ser.
É meu maior prazer vê-lo brilhar,
Seja na terra, seja no mar.
Vencer, vencer, vencer!
Uma vez flamengo,
Flamengo até, morrer!

Na regata, ele me mata,
Me maltrata, me arrebata.
Que emoção no coração!
Consagrado no gramado;
Sempre amado;
O mais cotado nos fla-flus é o ‘ai, jesus!’
Eu teria um desgosto profundo,
Se faltasse o flamengo no mundo.
Ele vibra, ele é fibra,
Muita libra já pesou.
Flamengo até morrer eu sou!

Anúncios